27/07/2012

Resenha: Lua Escarlate - Amargo/Doce

Livro de Catalina Terrassa


Skoob | Blog | Clube de Autores
Grace se encontra na cidade de Vancouver, ainda em exílio. Mas, para ter sua humanidade de volta, deve retornar à St. Helens e conseguir o perdão de Paul, pois não conseguirá se tornar humana sem ele. Mas esse não é o único desafio que Grace precisa enfrentar, pois o passado está mais uma vez à espreita e, dessa vez, ansioso por vingança.

No primeiro volume da série Lua Escarlate (veja resenha aqui), Grace precisou viajar para se submeter a um tratamento que a tornaria humana novamente. Porém, alguma coisa parece estar dando errado. O doutor-vampiro Viktor conclui, então, que o tratamento só fará efeito se sua paciente descobrir uma motivação, ou seja, por que deseja se tornar humana novamente. Supondo que a resposta seja ter Paul de volta para sempre, ela retorna a St. Helens para tentar conseguir o perdão do rapaz. O problema é que ele parece odiá-la e, para piorar, iniciou um relacionamento com Laura.

Esse é o mote para a Catalina desenvolver o segundo livro da série, no qual novamente mergulhamos na engraçada rotina de uma família vampírica nada convencional, os Saint-Claire. A linguagem continua jovem, descontraída e cheia de humor, bem ao estilo adolescente.

24/07/2012

Resenha da May: This is a Call

Livro de Paul Brannigan


May Furlan
Ler biografias nunca foi bem o meu estilo e nunca tive vontade de comprar livros desse tipo. Simplesmente os via nas prateleiras das livrarias e passava reto (no máximo, parava para olhar a capa e constatar que biografias têm uma capa padrão: o biografado da cintura para cima, ou só o rosto, olhando para você com uma cara de mistério e intelectualidade. Ou só metendo marra de bacana!). Sempre preferi os livros de ficção, pois quando pego um livro eu quero ser levada para outro mundo, sair da minha realidade. A vida real de alguém nunca me interessou (a história da minha já me basta!).

Aí vem a pergunta: “mas se você nunca quis comprar uma biografia, pequena Maynara, como acabou lendo This is a Call?” Realmente, eu nunca quis comprar ou ler a biografia do Dave, pequeno gafanhoto. Acontece que ganhei esse livro de presente e é contra as regras do universo não ler (ou pelo menos não tentar ler) algo ganho. Livro dado não se olha o tema.

Admito que antes de começar a leitura achei que não fosse gostar do livro. Sabe como é, eu carregava certo preconceito. Foi com uma leve relutância que larguei minha releitura de O Morro dos Ventos Uivantes, abri o This is a Call e comecei a me concentrar na primeira página. Posso dizer que valeu a pena. Valeu demais!

18/07/2012

Fabiane Ribeiro e sua obra

Encante-se com os três livros da autora


Olá, amigos!
Hoje estamos trazendo a biografia e a obra de mais um novo talento nacional, a escritora Fabiane Ribeiro. Vale a pena conferir um pouquinho sobre essa autora brasileira que vem encantando os leitores.

Site | Blog
Fabiane, por ela mesma:
Lembro que, quando muito pequena (com 6 ou 7 anos), minha distração preferida era escrever histórias. Sempre colecionei adesivos. Minha mãe, então, escolhia um adesivo e o colava em um papel... Eu passava a tarde toda criando uma história a partir daquela figura. Ler sempre foi uma das coisas que mais amei fazer. Sempre li de tudo. Enumerar livros ou autores favoritos seria uma missão impossível. Então, após muita luta (como qualquer outra, que acompanha a busca de um sonho e de uma profissão), hoje sou médica veterinária e escritora, apaixonada pelos animais e pelas palavras. Já vivi em três estados diferentes (SP, MG e PR) e não sei qual meu próximo destino. Estou em constante mudança, reinventando a mim mesma, as minhas paixões e a minha vida a cada novo dia. Meu futuro será onde as águas, nascidas da fonte de minhas palavras e paixões, me levarem.


Skoob | Facebook
Jogando Xadrez com os Anjos:
Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny. A garota de oito anos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver momentos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

16/07/2012

Entrevista com Leonardo Torres

O autor de Condenáveis fala de seu corajoso livro autobiográfico


Imagine que você está assistindo ao Fantástico em uma tranquila noite de domingo, quando o nome de seu pai, há muito tempo ausente, repentinamente surge em uma matéria sobre corrupção policial, na qual aparece como um dos principais suspeitos. Leonardo Torres – filho do inspetor “Trovão”, acusado de vender armas a traficantes, além de receber altas propinas dos criminosos – viveu esse drama. Após sofrer com essa difícil e embaraçosa situação, Leonardo a transformou em mote para uma história que conta sua tumultuada relação com o pai. E então nasceu o livro Condenáveis - Uma história de filho e pai.

O autor aceitou gentilmente nos conceder uma entrevista. Vale a pena ler e, depois, assistir ao vídeo abaixo, em que ele também fala sobre sua história de vida e seu livro à Rádio Conexão Jornalismo.

1- Você me parece um jovem de personalidade bastante madura. Na sua opinião, isso teria sido influenciado por sua história de vida? De que maneira?
Uma das primeiras pessoas que leu o livro me disse exatamente isso. “Agora tudo faz sentido. Entendi porque você é tão maduro para sua idade”. Eu não sei fazer essa autoanálise. Nem sei, na verdade, se sou maduro mesmo. Para alguns assuntos, sim. Para outros, não. A vida exigiu um amadurecimento rápido de mim em alguns pontos e acredito que consegui um desempenho satisfatório.

2- Antes de saber sobre o envolvimento de seu pai em episódios de corrupção, você já sentia uma falta de sintonia com ele. Esse afastamento teria sido influenciado, mesmo que inconscientemente, por sua mãe, conforme acontece comumente após a separação de casais com filhos?
Inconscientemente, isso pode ter acontecido sim, mas só um psicólogo poderia dizer. Conscientemente, minha mãe fez de tudo para que eu me aproximasse do meu pai, como conto no livro. Ela foi, sem dúvida, a pessoa que mais se esforçou nesse sentido – muito mais do que ele, inclusive. Depois dele e de mim, ela é um dos personagens mais importantes da narrativa do livro.

15/07/2012

Condenáveis

Uma história de filho e pai


Leonardo Torres é jornalista, blogueiro e pós-graduando em Jornalismo Cultural pela UERJ. No momento, escreve sobre música pop para o Portal POPLine, da MTV. Suas experiências anteriores incluem passagens pelos sites Plus TV, SRZD e Pipoca Moderna, sempre focado na cobertura cultural. Também é conhecido pelo extinto blog Estou em Transe. Seu primeiro livro, Condenáveis - Uma História de Filho e Pai, foi lançado independentemente em 2012. A obra, dividida nas diferentes fases da vida do autor, aborda sua difícil relação com o pai, um policial preso durante a Operação Guilhotina em 2011. Não deixem de ler a entrevista com o Leonardo aqui no blog e a sinopse do livro, logo abaixo:

Skoob | Conheça o site do autor
Ele descobriu que o pai havia sido preso através de um programa de TV. No início, sentiu culpa e vergonha por acreditar ser filho de um criminoso. Depois, raiva e aversão. Tudo o que queria era distância.

Policial civil conhecido pelo combate ao tráfico de drogas, o pai foi acusado de venda de armas e repasse de informações sigilosas a traficantes procurados no Rio de Janeiro. Era a chamada Operação Guilhotina, que ocupou os noticiários nacionais em 2011.

Estudante de Jornalismo, o filho temia que os colegas de trabalho descobrissem sua ascendência. Nunca pensou em visitar o pai na cadeia ou em telefonar para ele após sua libertação. O filho condenou o pai e, neste livro, explica o porquê.

Valorizem o escritor brasileiro!
Um grande abraço!

11/07/2012

Marco Antonio Rodrigues e sua obra

Uma literatura inspiradora


Escritores que buscam despertar a reflexão em seus leitores não é algo muito comum. Mas Marco Antonio Rodrigues é diferente. Sua obra é inspiradora e pode ajudar as pessoas a se autoconhecerem. Perspicácia – o aprendiz e a vida é um livro que reúne 77 textos diversos, com mensagens saudáveis e estimulantes. A sinopse abaixo dá uma ideia de como a escrita do autor é rica e especial. Vamos conhecer?

Editora: LP Books
Formato: 14 x 21 cm
Páginas: 177
O lançamento do livro será em 08/09/2012, entre 10 e 15 horas, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno (dentro do Campo de São Bento), em Icaraí - Niterói/RJ.

Quanto mais tempo permanecemos no tabuleiro da existência, mais nos aproximamos do jorro que teleporta a alma para outras esferas da imortalidade.

Que peça sou eu neste tabuleiro? Tenho alguma importância nessa partida ou sou somente o número um do dado, ou o dois de qualquer naipe do baralho?

Diante dessas questões, um desejo incontrolável de colaborar passou a me acompanhar, e depois a me ditar ordens: “Colabore como puder, como melhor lhe convier, mas não deixe de colaborar!”

Comportamentos e condutas alheias pautados no bom senso, na coerência e na moral enchem-nos de admiração, tanto pelo ato em si quanto por aquele que o pratica. Entretanto, não há resquícios de dúvida que essa postura é fruto de pequenas, porém constantes, doses dos mais variados elixires, os quais constroem trampolins e, no devido momento, impulsionam para o jorro transformador, para o *insight* inesperado e desconcertante, que transforma e assusta o deficiente visual, descortinando seus olhos e sua mente para outras paragens, para outras verdades, para outros valores. O transbordamento é rebento do acúmulo.

08/07/2012

Entrevista de Sergio Carmach no Universo Fantástico

É a sexta do autor em blogs



Olá, amigos!

Bianca Prado abriu espaço em seu blog para que eu pudesse falar um pouco de mim e de meu livro. Fico muito grato pelo convite e espero a interação de vocês lá no Universo Fantástico.

Valorizem o escritor brasileiro!
Um grande abraço!


<br /> Borda Arredondada sem utilizar imagens<br />
Trecho:
Eu venho percebendo o seguinte: quem movimenta o mercado literário hoje em dia são os jovens e as mulheres. Os primeiros buscam ação e aventura; as últimas se sentem atraídas por autores que mostram entender a alma feminina e que sabem retratar situações cotidianas vividas ou sonhadas por elas. Então, livros de literatura fantástica, chick-lits e coisas do gênero são as grandes pedidas hoje em dia. Respondendo especificamente a sua pergunta, poderíamos dizer que todo leitor busca diversão, empatia, qualidade... Mas cada um tem sua própria noção do que é diversão, do que causa empatia e do que define qualidade. As editoras, claro, estão adotando a visão jovem e a visão feminina para fixar um critério.

07/07/2012

Entrevista com Tainá Ruiz

Autora de Cidade Fantasma fala ao Recanto


Tainá nasceu no dia 7 de Julho de 1995 em São Paulo. Pois é! Ela está aniversariando hoje! Juro que, quando comecei a escrever este texto, não fazia a menor ideia que a data era especial! Fiquei bastante feliz com a coincidência. Não sou supersticioso, mas acho que isso é um bom sinal rsrs. Bem, continuando, Tainá mudou-se com a família aos dois anos para Jaguariúna, uma pequena cidade no interior do estado. Aos seis, aprendeu a ler e, logo, a escrever. Além da trilogia Cidade Fantasma, tem mais dois projetos em andamento. Para finalizar, deixo os parabéns à Tainá por seu trabalho, pelo talento e, claro, pelo aniversário! :)

Confira a postagem sobre Cidade Fantasma aqui.


1- Você é uma escritora extremamente jovem. O interesse pela escrita é recente ou vem da infância? Como ele surgiu?
Não sei bem como o interesse pela escrita surgiu, mas ele me acompanha desde a infância. Frequentemente me fazem essa pergunta, fico tentando lembrar e só o que consigo pensar é que talvez tenha nascido comigo e tenha se desenvolvido naquela fase em que criamos amigos imaginários. Eu – além dos amigos imaginários e das tramas complexas que inventava pra brincar de casinha – fingia (ênfase no “fingia” rs) que sabia ler e escrever já aos três anos. Isso me estimulou, acho.

2- Como seu desejo de ser escritora foi recebido pela família?
Meus pais me apoiam muito e me sinto muito abençoada por poder contar com eles. Minha irmã, minha tia e alguns primos também demonstram grande carinho pela minha escolha, mas a maior parte da família não sabe. Infelizmente ainda hoje as pessoas têm em mente a ideia fixa de que, para uma carreira ser boa, seu salário tem que ser gordo. Mas acho que algumas decisões cabem somente a mim e nem todos entendem isso. Então prefiro manter assim.

3- O sobrenatural, presente em Cidade Fantasma, faz parte de sua vida de alguma forma?
Eu diria que sim. Sou uma pessoa muito impressionável. Na questão do sobrenatural, talvez não exista nada em que eu não acredite. Então eu diria que ele faz parte da minha vida na questão da minha fé, do que eu acredito.

01/07/2012

Elton SDL

Um autor ao mesmo tempo lírico e intelectual


Olá, amigos!
Quem acompanha o Recanto sabe que este espaço valoriza a literatura nacional e está sempre de portas abertas para divulgações dos colegas escritores, sejam eles parceiros ou não. Hoje apresentarei um autor, que, além de amigo, deu-nos o prazer de se tornar parceiro do blog. Seus textos são impregnados de lirismo e intelectualidade, já tendo sido lidos por gente famosa. Vamos conhecê-lo?

Nascido em Palmeira dos Índios no ano de 1993, o alagoano Elton é um escritor bastante jovem, mas experiente. Tomou gosto pela literatura em 1993 e, desde então, não parou de colecionar êxitos. Venceu o Concurso de Poesia Graciliano Ramos em sua cidade. Em 2010, obteve o terceiro lugar no III Concurso Prosa e Verso, promovido pela APALCA - Academia Palmeirense de Letras, Ciência e Artes - na categoria Verso. Elton também atua como radialista em uma rádio comunitária e, na área musical, começa a compor letras e melodias. Desenvolveu o projeto de pesquisa A Influência da Literatura Fantástica na Formação da Personalidade, apresentado no III Encontro de Iniciação Científica do IFAL (Instituto Federal de Alagoas). Atualmente, cursa Letras nesse instituto e, na Universidade Federal de Alagoas (UFAL), estuda Psicologia. Elton escreve especialmente fantasia, poesia e terror e seus textos já foram lidos por Arnaldo Antunes e Antônio Torres.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
abcs